Psicóloga Responde

Dicas úteis para o dia-dia

Prazer em conhecer

Olá, Este é o blog de Léa Michaan,

Uma das pioneiras a atender via Skype ou face time pessoas do mundo inteiro!

Psicoterapeuta, Psicanalista, Palestrante e escritora

Aqui você escontrará vários artigos e entrevistas  concedidos à mídia e a motivação é 

inspirar reflexões em você

A maioria são dicas úteis para a vida cotidiana

Tais como: educação de filhos, relacionamento afetivo, variações de humor, depressão, ansiedade, sentimento de solidão, compulsões, mania de consumo, desenvolvimento pessoal, entre outros

Qualquer Ideia, dúvida, comentário ou sugestão é muito bem vindo

leamichaan1065@gmail.com

Acesso ao blog sobre: Como o cinema pode mudar a sua vida! Cinema e Psicanálise:

  http://cinemapodemudarsuavida.wordpress.com/

         Consultório:(011) 2628 1439     

     

Livro Maly –

Romance envolvente e inspirador – “impossivel parar de ler” – depoimentos dos leitores.

Anúncios

22 de Abril de 2009 - Posted by | Sem categoria

38 comentários »

  1. eu estava vendo sua entrevista na gazeta mulheres.gostei muito pq tenho um bebe de 9 mesese estava em duvida se eu procurava um emprego.minha cunhada tem um bebe de 7 meses.e ja voltou a trabalhar.com isso me confundi muito pq vai e volta a minha cunhada diz q eu só fico em casa e não faço mais nada.isso me estressa muito como reajir nessa ocasião.porque tenho vontade de ficar mais um tempo com minha bebe.bjus obrigada pela atenção waldirene 34 anos

    Gostar

    Comentar por waldirene de paula | 28 de Julho de 2010 | Responder

    • Querida Waldirene, faça o que seu coração manda. Tenho certeza que este primeiro ano da vida de seu bebe não voltará jamais, mas você sempre poderá procurar uma recolocação no mercado de trabalho! Confie na sua intuição e não se sinta pressionada pelas escolhas dos outros, no caso a sua cunhada! Seu bebe precisa muito mais de você do que a empresa na qual voce poderia trabalhar!
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 28 de Julho de 2010 | Responder

  2. adorei a sua entrevista no programa mulheres.voce e uma pessoa extraordinaria.te adoro.tou louca pra chegar ao brasil e comprar o seu livro,mas quero uma dedicatoria tb.
    bjs feliz 2012
    sua fa numero um bety cattan elman-israel

    Gostar

    Comentar por bety elman | 18 de Janeiro de 2012 | Responder

    • Querida Bety será um grande prazer fazer uma dedicatória pra você!
      Um beijo,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 18 de Janeiro de 2012 | Responder

      • Olá Drª. Léa, eu sei que meu assunto não tem nada haver, mas não tenho com quem falar sobre meu problema e por isso recorri a vc. Gostaria muito que me ajudasse pq não tenho com quem falar sobre… acontece que sempre fui muito timido desde de novo e hoje não tenho nenhuma amizade por isso, nenhuma mesmo (não que eu seja uma pessoa chata ou desonesta muito pelo contrário). Tenho muita vontade de namorar mas não consigo, justamente por isso. Comprei vários livros de sedução, como conquista as mulheres e conheço todas as técnicas de có… No entanto quando se vai para a realidade as coisas travam justamente por não ter amigos e depois dos 26 anos é dificil criar laços de amizades quando não se tem nenhuma ou pessoas em comum. O fato de eu não ter amigos prejudica pq é natural que uma pessoa assim passe a impressão de que é uma pessoa chata, frustada, sem liderança, de baixa-estima, ou até mesmo perigoso. (Qual a mulher na boate, faculdade etc se interessaria por um rapaz assim? sem contar que sem amizade fica até estranho ir para algum lugar pra se divertir e conhecer gente pois todos buscam se afastar de alguem assim). Normalmente mulheres instintivamente gostam do contrário disso, querem rapazes alegres, simpático, líderes… Não faço questão de ter amizades hoje em dia por perceber que muitas pessoas só se aproximam de vc depois dos 20 quando se tem sucesso em todas as áreas: financeiro, amor etc. para tirar proveito, mas gostaria de saber oque poderia ser feito para eu conquistar mulheres mesmo sem ter amigos, pois isso nunca é abordado por ninguém e muitas gente que compram esses livros passam pelo mesmo problema. Eu sei que não é muito legal utilizar livros assim, pq muitas vezes da a sensação de parecer manipulativo, no entanto não tive por onde recorrer e só vim amadurecer um pouco mais após isso. Eu tenho até boas intenções com as pessoas, mas o fato de não poder dá essa impressão as pessoas se afastam de mim… Por isso gostaria que vc por favor pudesse me responder se tem como ter sucesso com as mulheres sem ter amigos por perto? Oque vcs pensam sobre homens sem amizades e como reverter o quadro, mesmo se eu não quiser mais ter amigos, mas querer ter uma namorada? Agradeço desde já pela atenção. sua resposta é de grande valia!!!

        Gostar

        Comentar por Johnny | 25 de Maio de 2012

  3. Não sou psicóloga mas estudei sociologia, antropologia social e psicologia social na faculdade de COMUNICAÇÃO SOCIAL sou bacharel. Eu prefiro a linha da pesquisa de JUNG, não gosto de FREUD. Qualquer pesquisa, algo, só com base JUNG. Apesar da diferença também tenho noções de GESTALT (sigo a linha de pesquisa de neurolinguistica) e tal.

    Unica coisa que eu fiz foi dar um comentário sobre a questão da rebeldia dos adolescentes dessa geração. Para mim é a falta da presença dos avós. Os pais desse tempo não vão mais cuidar dos filhos pois ambos trabalham nos dias de hoje, tanto a mulher quanto o homem. A função de cuidar dos jovens no futuro será cada vez mais desempenhada pelos avós.

    Existe uma necessidade cada vez maior de livros para idosos explicando como cuidar de netos nesses novos tempos.

    Simone L. F. Guimarães

    Gostar

    Comentar por Simone L. F. Guimarães | 19 de Novembro de 2012 | Responder

  4. Olá doutoura preciso da sua ajuda.Ultimamente tenho visto meu pai briga c minha mae oque faço bjao mim ajuda por favor estou muito confusa

    Gostar

    Comentar por Corolina | 6 de Fevereiro de 2013 | Responder

    • Oi minha querida. Pelo jeito você esta sofrendo muito com estas brigas. Se o seu pai bate em sua mãe, converse com alguém de sua confiança para ajudar. Ele não tem direito de bater nela, e isto pode ser muito perigoso. Se eles estão discutindo muito, mesmo que eles falem palavras pesadas e perderam o respeito um pelo outro, e dói em você assistir isso, saia de perto, coloque uma música com fone de ouvidos para não ouvir, se eles não conseguem poupar você, voce precisa fazer isto por si mesma. Agora, o mais importante de tudo, saiba que se eles brigam é porque eles não estão se entendendo e você não tem nada haver com estas brigas, é um problema só entre eles dois, você não tem culpa de nada. Acho que eles precisam de um profissional para ajudar. Eles precisam dialogar e conversar.
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 7 de Fevereiro de 2013 | Responder

  5. acabei de assistir uma entrevista sua e gostei muito.
    parece que vc estava falando da pessoa com quem convivo.
    estou desesperada. a relação se desgastou até o último fio sabe, eu quero distância.
    tem certas atitudes dessa pessoa, que eu deveria amar, que me fazem sentir o pior dos sentimentos, o ódio.
    eu não consigo nem chamá-la pelo nome. pra mim é um demônio.
    é assim que que me refiro à ela, claro que por trás, sozinha, e isso me sufoca porque eu queria gritar pra ela e para o mundo que a odeio. e porque a odeio.
    me ajuda por favor, não tenho amigos, não tenho ninguém.
    a única pessoa que sabe de tudo é meu filho de 11 anos.
    e eu acho que não faz bem pra ele. sei que não vou poder apagar tudo o que ele já ouviu e presenciou,mas gostaria que daqui pra frente fosse diferente.

    Débora

    Gostar

    Comentar por Shymy Rôsy L. dos Santos | 12 de Fevereiro de 2013 | Responder

    • Ola Debora, você diz que algumas atitudes dessa pessoa você deveria amar, mas odeia. Então parece que a dificuldade em amar está em você. Através de minha experiencia clinica, parece que você transformou esta pessoa no depositário de suas frustrações. Além disso, você foi bem lúcida quando escreveu que não pode sobrecarregar um menino de 11 anos com as suas questões, mas tambem disse que fez isso por se sentir muito só. De fato você precisa conversar sobre estas questões com alguém, e o seu filho não tem maturidade para te ajudar muito. Sugiro que você procure terapia. Procure um profissional com quem você possa compartilhar seus problemas, seus anseios, suas tristezas e mágoas e que a pessoa possa te auxiliar a pensar tudo isto de forma mais útil e produtiva, em prol do desenvolvimento. Sua tarefa é procurar alguem para cuidar de você, só assim você poderá cuidar melhor de seu filho, seu casamento, sua vida e, principalmente de você mesma!
      Felicidades,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 13 de Fevereiro de 2013 | Responder

      • Léa, obrigada por responder.
        Posso falar com você pelo e-mail?

        Débora

        Gostar

        Comentar por Débora | 13 de Fevereiro de 2013

      • Sim pode enviar por e-mail que sua mensagem ficará em sigilo.

        Gostar

        Comentar por leamichaan | 13 de Fevereiro de 2013

  6. Hi there, I found your blog by way of Google at the
    same time as looking for a related subject,
    your website got here up, it appears good. I have bookmarked it in my google bookmarks.

    Hello there, just turned into aware of your blog through
    Google, and found that it is really informative. I am gonna be careful for brussels.
    I will appreciate if you proceed this in future.
    Many folks will probably be benefited from your writing.
    Cheers!

    Gostar

    Comentar por Helio | 6 de Maio de 2013 | Responder

  7. Por favor me ajuda, eu tenho uma ansiedade tão grande…. não consigo dormir na casa de minhas amigas, vc me ajuda online? Tem Facebook?

    Gostar

    Comentar por Letícia | 16 de Julho de 2013 | Responder

  8. Léa preciso de um conselho seu….seguinte,sou gay(nao pareço rs),nos ultimos dois anos um cara casado com mulher,começou a me flertar,eu tinha acabado de sair de um relacionamento com outro cara,muito duro ambas as partes,a mulher desse cara casado tava pedindo a separaçao ja algum tempo,e ele nao aceitava,eles estavam “separados” dentro do mesmo teto,eles tem 2 filhos,agente tem amigos em comum,eles me diziam que desde adolescente ele tinha essas vontades de se envolver com outro cara,eu e ele tivemos aquela mesma criaçao do interior sabe,entao começamos a nos envolver,parecia que ele tava no deserto e achou uma fonte de água mineral né,me ligava do trabalho,falava de mim para os nossos amigos em comum,nao escondeu nada,porém um belo dia marcamos de nos ver antecipadamente num sábado,mas fiquei sabendo por alto q ele e a mulher estavam reatando,no dia marcado ele me disse que nao poderia ir,nao falou o pq,entao eu disse tudo bem,mas no dia seguinte uma colega nossa me disse q ele havia mesmo voltado com a mulher e que estava a familia numa festa…eu fiquei quieto,eu fiz questao de me afastar,apaguei numero do cel,nao falei mais com ele,ele nao me procurou mais,o problema é que ele vive perguntando por mim a um amigo nosso em comum,todos nossos amigos dizem q ele está apaixonado por mim,e todas as vezes q estou conversando com alguem ele fica enciumado…eu dei um basta nele,não fico com ninguem comprometido…ele fica me olhando com aquela cara de cachorro sem dono,voltou para a mulher e fica bravo quando sabe que estou saindo com alguém,eu tava gostando dele tbm,mas por ele ter reatado com a mulher pulei fora…o que eu devo fazer?

    Gostar

    Comentar por leandroribeiromg | 1 de Julho de 2015 | Responder

    • meu e-mail é leandroribeirosaoseba@gmail.com

      Gostar

      Comentar por leandroribeiromg | 1 de Julho de 2015 | Responder

    • Você fez o que a sua consciencia te direcionou. Você percebeu que a relação entre vocês dois pode destruir a familia dele e você não quer carregar este fardo. Existem outras pessoas com as quais você pode se relacionar sem prejudicar ninguém e sem se sentir responsavel por familias que podem ser destruidas por causa desta relação. Você revelou seu bom carater quando disse: “eu tava gostando dele tbm,mas por ele ter reatado com a mulher pulei fora…”. Você quer curtir a vida e desfrutar as relações afetivas contanato que isto não seja prejudicial para outras pessoas! fique fora e procure se relacionar com pessoas mais disponiveis para estar com você por inteiro!
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 1 de Julho de 2015 | Responder

      • obrigado por me responder,admiro seu trabalho,sua generosidade e sua paciencia….me esclareceu muito,to muito grato,não conseguiria falar disso com mais ninguém,obrigado,continua aqui entre nós.

        Gostar

        Comentar por leandro ribeiro | 2 de Julho de 2015

  9. Léa,como lidar com esse sentimento de frustaçao,afinal eu tive duas decepçoes amorosas em 1 ano,eu fico muito triste por terem sido uma emendada na outra,o sofrimento é em dobro?…no meu primeiro relacionamento foi duríssimo porque foi o primeiro cara,antes só mulheres eu e ele,era um mundo novo…e agora esse q eu te relatei á cima,qual o conselho que vc me daria caso encontre um novo alguém? não to procurando mas derepente…

    Gostar

    Comentar por leandro ribeiro | 2 de Julho de 2015 | Responder

    • A gente pode ter muitas frustrações nos relacionamento afetivos, e o melhor caminho para lidar com estas frustrações não é guardar ressentimentos, nem desenvolver o medo dos proximos relacionamentos e sim aprender com a experiencia. Desenvolver o dialogo interno e se questionar: o que posso ter feito de errado? Como posso agir da proxima vez que algo parecido com isto acontecer? é isso aí!
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 2 de Julho de 2015 | Responder

  10. ooi, tbm to sofrendo mt por causa de um namoro de 4 anos, foram muitas indas e vindas, mas sabemos que nos gostamos mas sempre tem brigas sobre a geente, desconfianca ciumes, eu sou meia estresada me culpo por asvezes a gente nao da certo pois ele tem um serviço puxado, faz facul e ainda por cima ten que aguentar as minhas crises queria muito buscar ajuda nisso, e queria que me ajudasse como fazer para nao perder tudo isso que sentimos um pelo outro. Desde ja mt obrigada aguardo resposta bj

    Gostar

    Comentar por rafaela | 10 de Julho de 2015 | Responder

    • Saiba que você pode dominar os seus pensamentos, não são seus pensamentos que te dominam. Sabendo disso, comece a distinguir os pensamentos que constroem o seu relacionamento dos pensamentos que destroem a sua relação. Sempre que você sentir ciumes dele em relação a algo, perceba-se o quanto está sendo possessiva. Ele não tem culpa que tem faculdade, e trabalha e tem mil coisas pra se ocupar. Que tal você se envolver com mais coisas produtivas em sua vida? Além disso, provavelmente você fica controlando ele, fiscalizando ele. Observando a direção do olhar dele e isto aprisiona o rapaz e pode ser muito perigoso para a relação de vocês. Não se aprisione desperdiçando o seu tempo controlando ele, e nem aprisione ele impedindo que ele desfrute a vida. O melhor caminho para o amor é a liberdade!
      Um forte abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 12 de Julho de 2015 | Responder

  11. Olá, eu queria uma dica do que eu devo fazer em relação a um garoto. Estou perdida. Eu conversava com ele por facebook, mas ele sempre foi do tipo mais fechado e apesar disso eu me apeguei, nunca chegamos a nos falar pessoalmente só um oi. E eu sinto que tem algo errado com ele, sempre quis ser psicóloga, e me parece que ele tem problemas em casa até chegaram a me falar que ele estava usando drogas. Ele não sabe que gosto dele, e eu realmente não sei se devo desistir porque ele só tenta me afastar pelo visto. Tem momentos que me dá vontade de chegar e pedir pra ele me contar o que está acontecendo com ele e me deixar ajudar.O que eu devo fazer?

    Gostar

    Comentar por ma | 29 de Agosto de 2015 | Responder

    • Você diz que nunca falou com ele, nunca o viu e provavelmente o que você sente por ele é uma idealização, ou seja você criou uma ideia sobre ele e gosta desta ideia. Além disso, você tem devaneios em ajudá-lo, ser a heroína dele. Então procure tornar estes sonhos realidade, caso contrário, você ficará aprisionada nesta idealização.
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 30 de Agosto de 2015 | Responder

  12. Léa, depois de muita insistência, aceitei sair com ele. Não aconteceu nada. Só conversamos. Depois dessa saída, ele continuou me mandando mensagens e dizia que queria me ver de novo. Porém, só dizia e não marcava nada. Percebi que ele não estava me levando a sério, e então, ignorei a mensagem dele. Visualizei e não respondi. Ele veio atrás e respondi bem seca. Achei que por eu ter ignorado ele, ele iria começar a agir de outra forma. Engano meu. Conversou comigo mais alguns dias e sumiu de novo. Sempre respondi bem formalmente suas mensagens e às vezes dava algumas “cortadas” nele, como por exemplo, quando ele sugeriu lugares que poderíamos sair. Disse que poderia ser qualquer um dos que ele tinha falado, menos na casa dele. Nossos amigos em comum dizem que ele é muito sério e responsável. Ele tem 38 anos e trabalha muito. Mas não sou boba em acreditar que seus “sumiços” são por causa do trabalho. Só não consigo entender pq ele insistiu tanto e quando finalmente estávamos indo bem, ele se afastou. Não o pressionei e nem fiquei indo atrás dele. Aliás, nunca fui atrás. Era sempre ele quem mandava as mensagens. O que vc acha Léa?

    Gostar

    Comentar por Lili | 16 de Outubro de 2015 | Responder

    • Parece que ele queria testar a capacidade dele em conquistar, e ele conquistou! Depois disso, parece que perdeu o interesse porque era isso o que ele queria. Muitas pessoas são assim. Você pode dar um tempo e se ele não se manifestar e a sua curiosidade persistir, você pode perguntar,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 19 de Outubro de 2015 | Responder

      • Muito obrigada por ter me respondido, Léa!
        Mas se eu perguntar não vou parecer “apaixonadinha”? E como posso perguntar? Você acha que o fato de eu ter 17 anos influencia em algo?

        Gostar

        Comentar por Lili | 21 de Outubro de 2015

  13. Você pode começar conversando sem se expor e vai sentindo o clima. Vê se ele vai correspondendo, ou não.

    Gostar

    Comentar por leamichaan | 23 de Outubro de 2015 | Responder

  14. Boa noite! Eu queria fazer uma pergunta, mas não estou encontrando o espaço. Por isso, resolvi escrever aqui. Conheci um rapaz há 3 semanas. Esta semana ele me deu um livro de presente, da Marina Colasanti, e o interessante é que não tinha comentado que ela é uma das minhas escritoras favoritas e mais, não parava de pensar nele um só minuto antes de ganhar o livro. O título é Com certeza Eu Tenho Amor. Minha dúvida é se ele está encantado por mim ou se está apenas sendo delicado, já que eu amo ler. Meu coração ficou mais calmo depois do presente, mas continuo pensando nele como se eu fosse uma adolescente. Obrigada!

    Gostar

    Comentar por elisabeth da silva correia | 25 de Março de 2016 | Responder

    • Ele pensou em você, fez um gesto por você ao comprar o livro, investiu em você e te presenteou. Sim, ele te comunica que tem amor, e te oferta algo para que vc desenvolva o amor que tem em você!
      Tudo isto comunica que ele deseja que vocês desfrutem juntos o amor que ha em vocês!

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 25 de Março de 2016 | Responder

  15. Olá,me chamo Ademir moro em Chapecó Sc,
    Tenho uma filha de 14 anos fora do casamento.
    Ela me rejeita sem ter motivos,
    Nunca fiz nada de mau pra que isso acontecesse.
    Eu estou desesperado,sem saber o que fazer.
    Ela foi criada pelos avós maternos,quando ela tinha 3 meses,a mãe dela inconformada por eu não querer levar adiante o relacionamento,me prejudicou,fazendo eu perder o emprego,eu tive que mudar de cidade e estado pra trabalhar,fui pra longe e não pude acompanhar o crescimento dela.
    Em 2012,eu fui na casa dela,e fui bem recebido,ela tinha 12 anos,tiramos fotos,
    A mãe dela morava em Campinas,nas férias ela levou a filha pra Campinas pra passar as férias,e depois disso a garota não quis mais atender as minhas ligações.
    Voltei a morar em Chapecó pra ficar perto dela,faz 3 anos,e não tem jeito,ela me ignora,
    Quando vou na casa dos avós pra dar um abraço e conversar com ela,ela não sai do quarto e não quer me ver.
    E eu estou sofrendo.
    Eu mando mensagens,ela não responde,me bloqueou no whats.
    Me ajuda por favor,o sofrimento é grande.
    Eu amo essa filha
    Ela vai fazer 15 anos em outubro.
    O que devo fazer Dra.
    Muito obrigado.
    Ademir/Chapecó Sc

    Gostar

    Comentar por Ademir | 27 de Junho de 2016 | Responder

    • Fale com a mãe dela. Penso que a mãe fez esta filha não querer mais você. Escreva para a mãe e diga que ela está fazendo um crime afastando a filha de você. Sua filha precisa de pai. A mãe é uma pessoa e a filha é outra. Você tem todo direito de se separar da mãe, mas a mãe não tem direito de separar a filha de você.
      Você pode mandar a menina para uma psicóloga que a ajude compreender que a mãe destruiu a imagem do pai para a menina, que a ajude compreender que a mãe é uma pessoa e ela é outra e por isso ela não deve tomar as dores da mãe,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 11 de Julho de 2016 | Responder

  16. Oi eu mim chamo bruna e eu queria saber como posso deixar de Amar uma Amiga que nem se importa com migo

    Gostar

    Comentar por Bruna | 7 de Março de 2017 | Responder

    • Tudo que a gente da atenção cresce!
      Quanto mais atenção a gente dá para alguma coisa, mais isto cresce!
      Então lembre-se! Você esta jogando no lixo sua mente, seu tempo, seu corpo, seu afeto e sua energia!
      Porque enquanto pensa nessa amiga, investe nela e o sentimento por ela cresce e só vai te fazer sofrer! É o mesmo que dar murro em ponta de faca!
      Invista em algo fértil, que dê retorno!
      Lembre-se disso que você vai conseguir deixar de amar esta amiga!
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 7 de Março de 2017 | Responder

    • Gostar

      Comentar por leamichaan | 21 de Março de 2017 | Responder

  17. Já passei por isso! Mas consegui superar, não foi fácil.

    Gostar

    Comentar por guia da reconquista perfeita | 16 de Agosto de 2017 | Responder

    • Agradeço seu depoimento e contribuição!

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 6 de Outubro de 2017 | Responder


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: