Psicóloga Responde

Dicas úteis para o dia-dia

Sozinha no mundo

Esta foi uma resposta para uma moça jovem que não tem com quem contar. Achei que as palavras que eu disse a ela poderia ser útil para muitas pessoas. Por isso compartilho esta mensagem com vocês, na esperança que seja proveitosa:

Quando somos sozinhas é comum nos apegarmos em rapazes que não nos merecem por conta da carência afetiva que vivemos: falta pai, falta mãe, a amiga traiu, o namorado só quis transar…

Mas, você foi procurar uma solução e me encontrou na internet, por isso sei que você tem recursos e capacidade de ir em busca de algo que te ajude, ou seja, você pode contar consigo mesma.

Não importa se você é ainda jovem, ou não, mas é importante aprender a ser sua melhor amiga, sua companheira e desenvolver a capacidade em ser construtiva.

Não se sinta mal por causa da relação que teve com este rapaz com o qual você se sentiu usada, qualquer garota que vivesse a mesma situação que a sua se entregaria a ele. Na realidade foi bom que isto aconteceu, porque se ele só queria transar com você e agora que ele conseguiu o que queria, ele te deixou livre. Você se libertou dele.

Você está obcecada pelo rapaz porque é carente de afeto. Tanto faz se fosse o João, o Paulo, o Pedro. Não é ele, mas é a sua carência que faz você pensar o dia todo nele.

Como você mesma sabe “ele não presta”, então dê graças a Deus em se livrar deste traste que só fará você sofrer.

Penso que sua mãe te ama, mas talvez ela não teve uma boa experiencia materna com a mãe dela e por isso não consegue ser uma boa mãe, ela não tem este registro.

Minha cara leitora; Coloque em sua mente que você tem só a si mesma para contar! Então, cuide-se, ame-se, procure fazer coisas construtivas com a sua vida, tenha um projeto de vida de um dia, no futuro, construir uma família unida e bonita para compensar a família que você não teve.

Até lá, tente ser amiga de pessoas boas, adequadas, que poderão ser um bom exemplo para você.

Converse com alguma professora, amiga, pessoa que você sente que tem uma boa energia.

Saiba que nós podemos ter muitas mães na vida. Por isso, escolha pessoas que podem te ajudar enquanto você ainda é jovem, sente-se solitária, precisa de alguém. Assim como você fez me procurando.

Desejo força, sucesso e felicidade!

Um abraço,

Léa

 

 

Anúncios

11 de Setembro de 2012 - Posted by | sozinha no mundo

55 comentários »

  1. lea minha vida e Muito parecida com essa ai que vc conta gostaria que vc entrasse eM contato comigo por e_MAIL SE PUDER POR FAVOR.

    Gostar

    Comentar por gabriela | 20 de Setembro de 2012 | Responder

  2. minha vida e muito complicada hoje tenho 19 anos,1 descobrir que eu nao era filha da pessoa que me criou desde pequena descobrir a minha mae dizer a uma amiga dela em uma roda de amigas e bebidas,que o meu pai a pessoa que eu pensei que era meu pai biologico,naos era meu pai..dai fquei revoltada com a minha mae ao saber que ate os 17 anos ela nao me contou a verdade.
    preferiu que eu escutasse ela falar em uma roda de bebidas,isso me matou por dentro passei varios dias chorando,nao dormia direito só que eu nunca contei a ela que eu tinha escutado,e ainda saber que a pessoa que diz ser meu pai e um drogado,e nao quer nada com a vida. mais isso p mim nao importa pq pra mim o meu pai foi aquele que me criou ate os 17 anos mais no começo sofrir muito mais eu dou valor ao que me criou pq o meu pai mesmo nunca me procurou abandonou m eu e a minha mae alegando que ia comprar uma colher de pal e um papeiro pra fazer o meu mingal ate hoje eu espero, se eu fosse depender de algunha coisa dele hoje eu nao estaria aqui viva contando a historia pra vc.

    Gostar

    Comentar por gabriela | 25 de Setembro de 2012 | Responder

    • Teus pais biológicos não abandonaram você, eles nem te conheciam, eles não sabiam se você era generosa, paciente, legal, simpática, habilidosa, alegre, ou o oposto. Eles não tinham condições de ser pai e mãe. O problema não era com você, era com eles mesmos. Eles se apegaram na impossibilidade de ter um filho, de serem pais. Mas você teve um pai e uma mãe que te escolheram e te criaram, e isto é maravilhoso.

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 25 de Setembro de 2012 | Responder

  3. mais minha mae sofreu muito para criar eu e 3 irmaos,eu tinha um padrastro que quando bebia,era pra bater em minha mae e maltratar eu e meus irmaos minha mae conta que viveu 17 anos co ele,pois tinha medo de deixa-lo e agente passar necessidades,mais a 5 anos atras depois de tanto sofrimento a minha mae decidiu se separar,pois nao aguenteva de tanto apanhar,só que meus irmaos eram tudo pequenos a mais velha que ficou foi eu fiquei com 14 anos.ai o que aconteceu tive que ir trabalghar para dar de comida a meus iraos e minha mae,pois ela nao pode trabalhar pois tehe uma ernia de disco e nao pode pegar peso,apartir dai comecei a procurar emprego ai de tanto procurar achei na feira de calçados da qui de caruaru,nessa feira a gente trabalha de segunda a sabado das 6 da manha ate 6 da tarde,sendo que na terça eu tinha que durmir la pois viramos a noite pq e o dia da feira maior ai trabalhava pra ganhar por semana ganhava 120,00por semana,mais quando chegava o fim de semana nunca deixar faltar nada para os meus irmao e a minha mae sais sair dessa feira arumei outro em uma escola na lanchonete da escola dai trabalhava menos e ganhava 80,00reais por semana trabalhava 2 horas na parte da manhan e 2 horas na parte da tarde ai fazia alguns bicos por fora para complementar a renda a tte aqui tudo bem.

    Gostar

    Comentar por gabriela | 25 de Setembro de 2012 | Responder

  4. ha uns 2 anos atras minha mae arrumou um companheiro ai começou as nossas brigas constantes pois eu tinha acabado de arrumar um namorado ai piorou tudo.nessa briga minha mae jogou em minha cara que eu nunca tinha ajudado ela com nada e que preferia o companheiro do que eu,ai discutimos feio peguei minhas roupas e sair de casa fui morar com a minha irman,de 23 anos esse ano em dezembro vai fazer 2 anos que sair de casa e nao falo hj em dia com a minha mae,por 2 motivos nao a conseguir perdoa-lapor ela ter me escondido a verdade sobre o meu pai 2 por preferir um companheiro do que apropria filha,mais no meu ver eu axo assim um filho pode ate durar p semp ao lado de uma mae,mais um compnheiro nao,mais hoje em dia graças a DEUS estou em meu serviço,continuo morando com a minha irman,e peço a DEUS sempre que me faça mudar os meus sentimentos pq eu axo que o que ela fez nao tem perdão.mais sinto muitas saudades dela moramos na mesma rua mais quase nao a vejo pois eu trabalho o dia todo,mais em minhas oraços entrgo todos os dias a vida dela e dos meus irmaos nas maos do senhor e que eles possam ser feliz mais hoje eu me considero uma pessoa sozinha no mundo pois nao tenho com quem contar em caso de doença,mais deus colocou uma sora em minha vida que nao e uma sogra nao e uma segunda mae em minha vida ela ja fez coisas pra mim que minha mae jamais fez por mim mais e assm msm a gente trabalha trabalha para ver o reconhecimento da familia para quando a mae arrumar uma companheir jogar na minha caraque nunca fiz nada por eles eu que sempre me matei para nao deiar faltar nada,mais eu nao desejo mal algum jamais quero ver o mal da minha mae simplismente o que ela fez ate hoje eunao tio da minha cabeça,mas msm assim queria muito ter a minha ae por perto pois sinto muitas saudades mais fazer oq foi isso que ela escolheu para vida dela entao que seja feliz..
    mais cada um em seus cantos.

    Gostar

    Comentar por gabriela | 25 de Setembro de 2012 | Responder

  5. dona lea a minha mae e mae biologica meu pai que nao era o pai que eu sempre sonhei omeu pai e verdade e um drogado,mais o meu pai que me criou no caso o padrastro eu p considero como o meu pai

    Gostar

    Comentar por gabriela | 25 de Setembro de 2012 | Responder

  6. dona lea me desculpa por tantas conversas mais nao aguentava mais guardar por tanto tempo essa historia ufaa agora estou mais aliviada.

    Gostar

    Comentar por gabriela | 25 de Setembro de 2012 | Responder

  7. ola, li com muita atançao. pois tenho uma vida que nao sei se è assim porque so faço escolhas erradas ou è meu proprio destino. pois bem sou uma mulher de 42 anos, cresci sem amor dos genitores, e me apaixonei por um rapaz quando tinha 16 anos e me casei com ele pensando em construir uma familia e ser feliz. bom tivemos 3 lindos e maravilhosos filhos, mas ele nunca foi um marido e nen menos pai. sofri muito com este casamento. depois de 20 anos consegui me libertar dele…. fiquei so, e os filhos..minha situaçao financeira complicou…. 2007 fui trabalhar fora do brasil por manter meus filhos, o pai deles nunca deu um centessimo… depois de 2 anos na europa conheci um rapaz, no inicio eu nao quis me envolver pois tinha muito medo de ser outra vez ferida. mas tambme me sentia muito so e a solidao, fora do teu pais, longe das pessoas que voçe mais amam. è muito dura. .. bom tentei acreditar que este era diferente. so me enganei.. pois a unica diferença e que ele me feria de modo diferente……… hoje penso que o unico amor que existe è aquele que uma mae sente por seus filhos…. amor de homem è pura ilusao…obrigado

    Gostar

    Comentar por monica | 25 de Janeiro de 2013 | Responder

    • Como você mesma disse, suas escolhas não foram as melhores. Talvez porque seu registro de pai e mãe não foram tão bons como você mesma disse, então acabou escolhendo pessoas que se parecem com aqueles que serviram de exemplo na sua vida, pessoas que não sabiam te amar assim como teus pais. O seu medo de amar e as lições que a vida te ensinou fazem sentido. Você como mãe ama seus filhos, mas os homens com quem se relaciona não sabem te amar. Parece que você sente atração por homens que na relação afetiva não sabem dar amor assim como foi o seu pai.
      Penso que seria útil você se libertar do seu pai, ou seja, desistir de encontrar nos braços do homem amado a figura do pai que pode dar amor – isto que acontece no processo inconsciente com relação aos homens da sua vida.
      Uma boa terapia poderá te ajudar muito,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 27 de Janeiro de 2013 | Responder

      • cara lea, nao sei se te expliquei com este meu 2 marido eu nao queria me casar. pois ele è europeu e sou brasileira. vimpra europa so para trabalhar e pagar as dividas, e manter meus filhos. pois bem aconteceu que este homem que tem a mesma idade minha se aproximou de mim, me conquistou e casamos. e deixei meus filhos no brasil e vim com ele. pois meus filhos hoje estam bens e nao desejam vim pra ca. a 1^ vez que vim, desejava so trabalhar e voltar. enfim agora sou aqui so, sem trabalho com um homem que me trai, coisa que mes faz perder a cabeça. nao consigo entenderpor que ele faz isto…………… olhar pra ti falar a verdade tenho muita vergonha de voltar para o brasil e dezer que sou cornuda, que foi outra vez abandona. sei que esta dor de abandono eu ja deveria ter me acostumado. mas nao ela è muito forte dentro do peito, que ja pensei ate mesmo no suissidio., pois eu nao tenho forças pra superar, e aqui so, nao tenho nen a possibilidade de ir pra outro lugar e tambem nao tenho amizades aqui.por favor ajuda_me, pois nao consigo ver nen uma saida………… obrigada

        Gostar

        Comentar por monica | 28 de Janeiro de 2013

      • Você é humana, e todo ser humano pode se enganar ou errar. Errar é humano, mas persisitr no erro, desculpe o termo, é burrice! Volte para seus filhos, diga a eles que você errou, que se enganou, porque nunca recebeu amor e é sedenta em receber e este homem te enganou e te faz sofrer. Diga a eles que vai ficar junto deles e recuperar o tempo perdido. Que todo ser humano tem direito à uma segunda chance. Seja forte, assuma seus erros, e demonstre todo o amor que sente pelos seus filhos. Deixe de persistir no erro. Cada dia que você permanece aí, você está mais e mais persistindo no erro. Você não tem bola de cristal para ver o futuro, não poderia adivinhar que ficar na Europa com este homem seria um sofrimento. Só poderia descobrir depois de fazer a experiencia.
        Volte para junto de seus filhos porque a vida é uma só!
        Seja feliz,
        Um abraço, Léa  

        Gostar

        Comentar por leamichaan | 28 de Janeiro de 2013

      • obrigada lea

        Gostar

        Comentar por monica | 28 de Janeiro de 2013

  8. Nao sou completamente sozinha pq tenho minha mãe e meu cachorro, mas minha mãe tem depressão e nunca gostou de aproveitar q vida, só gosta de ficar em casa.
    É mto difícil pra mim nao ter amigas, tenho amigas m outra cidade, desde q mudei há 4 anos para longe nao faço qmizades de verdade e também só me envolvi com homens que nunca foram apaixonados por mim, alias nunca qq homem foi na vida toda. Tenho 29 anos. Nunca namorei, é mto pesado esse fardo, tenho tantos sonhos, qd criança sonhava em ter uma família linda qd crescesse para compensar o q nao tive, mas até hj nada… Hj mesmo eu fui na praia sozinha e assim faço meus passeios qd agüento pq as vezes meu coação ta tão pesado de tristeza q nao consigo fazer nada só sinto cansaço.
    Incrível como isso só causa doenças, fiz terapia mtos anos mas hj em dia nao faço, mas meu problema são as ausências de relações afetivas isso nao cura… Mas tenho ansiedade e agora tb estou engordando, cada hora um problema para mascarar tanta tristeza q sinto mas q só vai ser compensada com amor e carinho. Minha serotonina inclusive nao aumenta por nada, ja tomei até remédios…
    Obrigada pelo espaço abraços Carla

    Gostar

    Comentar por Carla | 3 de Fevereiro de 2013 | Responder

    • Olá Carla, você é jovem, sensível e através de sua carta, percebi que sincera também. Estas qualidades são essenciais para te auxiliar a encontrar bons amigos. Pelo que você conta parece que a sua mãe é um pouco depressiva e pode ser que você se sinta culpada em deixa-la sozinha, mas não é sua tarefa modificar o funcionamento psíquico dela, e sim do profissional, se ela quiser. Sua tarefa é cuidar de sua vida para que você não dê continuidade em você mesma do funcionamento depressivo de sua mãe. Sugiro que você entre em sites de relacionamento, procure clubes de caminhadas em sua cidade, invista em cursos, trabalhos, esportes, saídas, etc.
      Você pode ser feliz e gostar de curtir a vida, e ao mesmo tempo dar amor à sua mãe. Saiba que ela vai carregar um ônus pesado se algum dia descobrir que você não se permite ser feliz porque ela mesma não se permitiu.
      E hora de virar a mesa!
      Felicidades,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 4 de Fevereiro de 2013 | Responder

      • tchau cara Lea, pode te parecer estupido, mas por favor me diga, conhece um metodo, para deixar de amar uma pessoa.????? te agradeço

        Gostar

        Comentar por monica | 14 de Fevereiro de 2013

      • Sim, em primeiro lugar amar a si propria, e amar a si mais do que a este amor. em segundo lugar tomar a decisão e fazer a escolha de deixar de ama-lo!

        Gostar

        Comentar por leamichaan | 15 de Fevereiro de 2013

  9. Nao tenho ninguem…meus pais foram e sao pessimos pais…nunca quiseram nem querem saber nada de mim, meur irmaos cada um foi pro seu lado, nao exsite amizade entre a gente, semrpe tentei ser amiga deles, mas eles nunca quiseram. Nunca tive amigos. Quando fazia uma amiga, passava o tempo e logo me abandonava para estar com outra amiga. É como se eu nao interessasse a ninguem. Me conhecem e logo me deixam. Nao sou uma pessoa ruim. Sou amiga. Sincera. Gosto de ajudar. Mas parece que ninguem ve isso em mim…Agora esotu bastante mal, porque perdi tudo na vida, e nao tenho ninguem pra me apoiar….so penso em me matar…

    Gostar

    Comentar por luisa | 29 de Março de 2013 | Responder

    • Olá Luísa, pelo que li, imagino o quanto você deve estar sofrendo. Mas vejo que você foi procurar alguma palavra boa na internet, isto é prova evidente que você tem alguma esperança. Agarre-se nesta esperança e procure uma terapia. Saiba que uma psicóloga pode ser a nossa melhor amiga, porque nossa evolução é a recompensa dela. Além disso, você deve estar muito carente e solitária e isto só pode prejudicar a sua constituição. A carência e a solidão podem transformar você numa pessoa carregada e você pode desenvolver condutas que vão acabar afastando as pessoas de você e fazendo você sofrer cada vez mais.
      Não perca tempo, procure algum serviço psicológico na sua cidade. Existe a Psicoblue e o Caps e você pode encontrar outros serviços. Se você não tem família e amigos, então tenha a si mesma e procure ajudar-se ao máximo!
      Felicidades,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 29 de Março de 2013 | Responder

      • uma pena eu nao poder fazer isso que vc esta me dizendo…como te falei antes, eu perdi tudo, isso significa que nao tenho dinhiero pra nada…nao vivo no brasil. vivo no exterior, em um pais aque esta bastante afetado pela crise mundial, onde nao encontro trabalho, aqui sofro muti com a discriminaçao (por ser estrangeiraa). vivo com meu namorado, que tambem nao trablha, e nao e a pessoa adequada pra mim. so sigo mesmo com ele por cuasa das minnhas circunstancias. procuro uma saida pra mim e nao vejo. por isso penso muito em me matar.te agradeço muito por ter me respondido. que deus te abençoe

        Gostar

        Comentar por luisa | 29 de Março de 2013

      • Volta ao Brasil e procure algum serviço psicologico, você pode dar a volta por cima e fazer valer a sua existencia! Ou então, procure ai neste pais onde está uma pessoa para conversar ou procure um serviço social. Acredite, vale a pena investir em você! Um abraço, Léa 

        Gostar

        Comentar por leamichaan | 29 de Março de 2013

  10. queria muito votlar pro brasil, mas infelizmente nao posso…nao tenho dinheiro pra nada. me sinto muito infeliz. gostaria de poder mudar tudo, mas nao tenho condiçoes nem financeira nem psicologica. estou bastante destrozada mentalmente. as vezes sinto como se nao tivesse forças pra continuar…nem quero me levantar da cama…as pessoas que conheci aqui fogem de mim. ninguem quer problema pra si…nao encontro a ninguem pra me apoiar de verdade…

    Gostar

    Comentar por luisa | 29 de Março de 2013 | Responder

  11. Que linda as palavras que você colocou para nós leitores.. concordo com tudo que você falou, pois as vezes me sinto assim sozinha, perdida no mundo, como se eu não existisse para as pessoas.. nem para minha família.. sei que as vezes parece bobagem mas só quem passa por isso sabe o quanto é duro se sentir sozinha e abandonada! mas procuro não me abater por isso, pois busco em mim o que ninguém pode me oferecer, que é paz comigo mesma, e Deus na minha vida.. só ele pode nos trazer a companhia que tanto precisamos, me apego nisso e jamais ninguém poderá tirar isso de mim!

    Gostar

    Comentar por Jaquelice | 11 de Maio de 2013 | Responder

    • Gostei!!

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 13 de Maio de 2013 | Responder

    • Exato! Simples assim….
      só pensar nos problemas não resolvem, é preciso atitute! A primeira é procurar ajuda, até mesmo em uma religião, há um espaço destinado a isso em todas elas. Procure!! A partir daí alguém já começa a te ajudar de certa forma.
      Mas a principal é entender que quem cuida de você é você mesma, é preciso entender e fazer o melhor para si, sempre!
      Quando a gente se cuida, se ama, se valoriza, nos tornamos mais interessantes. E isso atrai pessoas. Mas não é porque elas aparecem que se tornam a salvação! É preciso saber enxerga-las e avaliar se elas são interessantes ou não.
      As vezes não valem a pena, mas a solidão causa enganos, é preciso cautela.
      Leia bons livros, ocupe sua mente e ocupe-se de verdade, procure afazeres!
      Que tal trabalho voluntário? Você conhecerá muitas pessoas e muitas histórias… e será conhecida também…
      E por último, todo trabalho é digno, não tenha vergonha, trace seu plano, seu objetivo é batalhe por ele. Seja criativa, as mulheres são ótimas nisso!!!!!!!

      Grande abraço!

      Gostar

      Comentar por Valéria | 15 de Novembro de 2016 | Responder

      • Agradeço sua bela contribuição!👍

        Gostar

        Comentar por leamichaan | 16 de Novembro de 2016

  12. gostei do espaco sobre esta area atuacao

    Gostar

    Comentar por Ederaldo | 21 de Julho de 2013 | Responder

  13. Eu me identifico com todos os seus posts e sempre ando dando uma passadinha por aqui para saber que rumo tomar! Este post, em especial, me fez parar para pensar na minha vida e nas experiências que tenho vivido. Ele se encaixa perfeitamente a mim, é a minha descrição. Sinto um vazio enorme por não ter tido a presença da minha mãe e nem do meu pai, pois desde a separação eu vim morar com minha avó e isso já faz mais de 13 anos, e eu tenho 21. Aprendi que posso contar com minhas amigas, minhas primas, minha avó, mas muitas vezes me perdi tentando curar a minha carência a todo custo com um namorado, ainda me pego fazendo isso, mas hoje tenho um controle maior. Muito obrigada pelo post, pelo blog e, por favor, continue escrevendo. Beijos

    Gostar

    Comentar por fiamavsa | 6 de Abril de 2014 | Responder

    • Agradeço as palavras sinceras e motivadoras! Um beijo pra você, Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 6 de Abril de 2014 | Responder

  14. eu perdi a minha mae aos 16 anos 😥
    e me sinto sozinha e abandonada e sem trabalho para sustentar …

    Gostar

    Comentar por nailini | 23 de Março de 2015 | Responder

    • Oi minha linda, que sofrimento… Agora você poderá provar para o mundo e para si mesma do que é capaz.
      Procure um trabalho, alugue um quarto numa pensão e bola pra frente! Você precisará ser a mãe de si mesma!
      Sucesso e felicidades,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 3 de Abril de 2015 | Responder

  15. Olá. Li este artigo e me identifiquei.
    Na verdade meu caso complica pq sou casada.
    Me apaixonei por um colega de trabalho e me encontrei com ele 3 vezes. Simplesmente surtei. Tive medo do q estava vivendo, estava me apaixonando pq fazia tempos não me sentia feliz. Mas errei. Cobrei demais dele. Óbvio q me desencantei pelo meu marido, ainda mais.
    Hoje estou fissurada no meu colega, mesmo ele deixando claro pra mim que não quer mais. Diz q não quer se responsabilizar pelo fim do meu casamento. Eu estou sofrendo muito. Já fiz de tudo e acho q perdi meu amor próprio. Tudo q eu mais queria era estar com ele mais uma vez. Não quero mais me humilhar. Mas tb não sei o q fazer.
    Me ajude, por favor!!!!

    Gostar

    Comentar por Nanda | 11 de Maio de 2015 | Responder

    • Você esta se relacionando de forma adoecida com este homem e isto fica evidente quando você diz que esta fissurada. Ou seja, está fragmentada. Você espera que este homem seja o seu herói e compense toda a carência afetiva que carrega desde a infância e que te fragmentou ( todos nos temos nossas carências). Ele sentiu carinho, amizade e atração por você e não toda a avidez que você tinha por ele,e por isso sentiu-se sufocado. Vocês estão se relacionando em sintonias diferentes. Sugiro que você procure um terapeuta pra ajudar você a se integrar e poder ter relacionamentos saudáveis!
      Um forte abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 13 de Maio de 2015 | Responder

  16. Não que eu seja só, mas sempre me senti só. Fui casada por 25 anos, sofri muitas traições, desgostos, era desrespeitada por ele, eu viva doente. Pedi o divórcio há 5 anos. Meu filho mora comigo, ele já é moço. Há 2 anos, conheci um rapaz pela internet, bem mais novo que eu, mas descobrimos que temos muitas afinidades, conversamos muito, nos encontramos e nos apaixonamos. Por causa da distância (250 km), resolvemos construir uma vida juntos. Ele transferiu seu trabalho para a minha cidade e estamos construindo nossa casa. Porém, ultimamente ele tem se queixado muito da dificuldade de viver aqui e vive dizendo que onde morava, tudo era mais simples, morava com seus pais, tinha uma vida tranquila. A princípio, nossa ideia era de morar na cidade dele, mas como tudo é muito mais caro, optamos por ficar na minha, e ele queria morar com os pais, eu já não concordo com a ideia. Tenho tido muita paciência com toda essa situação, procuro ser tolerante com os problemas que surgem, vivo dizendo a ele que reconheço seu sacrifício de ter deixado tudo lá pra vir comigo e de estar até agora (meses) morando numa pensão, pois a casa ainda não está pronta e morar na minha (com meu filho) é complicado. Agora que tudo já está quase pronto, móveis comprados, casa acabada daqui a 1 mês, ele tem lamentado diariamente o fato de ter vindo pra cá. Tornou-se mais frio comigo, anda nervoso por conta do trabalho, tem colocado um monte de defeitos em mim. Dra Léa, eu já disse várias vezes a ele que se não estiver feliz, pode voltar pra casa dos seus pais, damos um jeito nas coisas materiais, pois um amor tem que valer a pena. Eu não queria que isso acontecesse, mas não tenho outra escolha, não posso obrigá-lo. Por várias vezes ele chorou, sei que não está sendo fácil pra ele, mas qualquer coisa que eu diga sobre algo que não me agrada, ele me ofende. Sou meio ciumenta, tento trabalhar esse problema em mim, mas algumas vezes deixo escapar minha insatisfação, e isso gera novas brigas. Hoje ele me disse que vai tirar uma licença do trabalho e voltar pra sua cidade. Eu não sei o que fazer, o amo muito, sofro, faço tudo o que posso por ele, mas ando muito triste, pois nem um beijo ele me dá mais, apenas tem carinho por mim. Outro dia, depois de um conflito entre nós, ele disse “em que fria eu fui me meter”. Doeu ouvir. Não sei o que fazer…se eu termino, sofro, entro em depressão. Se não termino, fica essa angústia. Percebo que ele não tem coragem de terminar. Talvez tem jogado pra mim essa responsabilidade. Muitas vezes, depois das discussões, ele me trata como se nada tivesse acontecido, fica carinhoso, me dá presentes. Gostaria que ele me amasse e aprendesse que a vida e os relacionamentos não são feitos só de flores, há os espinhos também. Estou sofrendo muito. Me sinto só, sem nunca ter sido amada de verdade. Obrigada pelo espaço, Dra Léa, admiro seu trabalho e paciência!

    Gostar

    Comentar por Sofia | 27 de Agosto de 2015 | Responder

    • No começo tudo são flores, com o tempo há o desgaste. Você não pode ficar com um homem que vai ficar com você só porque não tem outra opção. Agora você precisa ser forte e dar um basta nesta siruação. Ele precisa saber que se for ficar com você não será pra fazer um favor. Se ele não quer por amor, porque gosta de você, então a melhor coisa é cair fora. Fique firme porque o que este homem te dá não é amor, ele te faz mais mal do que bem. Parece que ta te fazendo um favor ficando com você! Abra o jogo e valorize-se
      Seja forte e não aceite migalhas de esmola por parte dele,
      Felicidades,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 29 de Agosto de 2015 | Responder

  17. Boa noite, Lea.
    Em primeiro lugar, gostaria de parabenizá-la pela iniciativa desre site. Minha história não é muito diferente das demais histórias relatadas aqui. Talvez minha idade seja um pouco diferente da maioria das moças daqui. Bom, eu tenho 42 anos, sou solteira, sem filhos e ainda moro com minha mãe. O fato de ainda morar com minha mãe, nessa idade, me perturba demais. Mas tem mais. Estou de licença médica do trabalho, pois desenvolvi síndrome do pânico e agorafobia. Pra piorar, estou tentando sair de um episódio depressivo só com psicoterapia, pois estou traumatizada com remédios (eles me fazsm mal fisicamente). Minha mãe tem 68 anos, trabalha o dia inteiro, vai para todos os lugares e não tem medo de nada. Ou seja, o contrário de mim. Estou quase perdendo meu trabalho, não consigo sair sozinha ainda e não tenho amigas mais. A maioria se casou e eu fiquei pra trás. Pra piorar, tenho dores no queixo e perto do ouvido, devido a sequelas de cirurgia. Aliás, terei de operar novamente, e em breve, pois os meus dentes estão se desgastando rapidamente e eu ainda corro o risco de perder um dente – tudo por conta de uma cirurgis mal feita. Nem preciso dizer q minha auto-estima está lá embaixo e que minha esperança em dias melhores está por um fio, né… Minha mãe não está falando comigo, brigamos por qq coisa e logo ela fica “de cara fechada”. Sincersmente, não sei mais o que fazer. Quero mudar de emprego, de profissão, de casa, de vida, mas estou sem forças. Minha únca esperança está em Cristo. Por favor, me ajude… Que Deus te abençoe!

    Gostar

    Comentar por Pamela | 10 de Setembro de 2015 | Responder

    • O que pensamos de nós se torna realidade. Parece que a relação que você tem com a sua mãe não é muito acolhedora, compreensiva, incentivadora e ela parece ser uma pessoa bem critica com você. Nossa mãe exerce poderes intensos sobre nós porque ela nos dá a vida é nós dependemos dela na fase primordial de nossa constituição. Quando somos crianças nós idealizamos nossas mães e tudo o que ela nos diz se torna professia. Por alguma razão, independentemente de sua idade, no aspecto dependência física, psicológica e emocional, você se mantém como uma criança em relação a sua mãe. Continua acreditando que o que ela diz sobre você é a verdade absoluta, e não é, mas o fato de acreditar te impede de se tornar adulta emocionalmente, independente, e você perdeu a confiança em si mesma, por isso não consegue nem sair de casa. Tal qual uma criança indefesa. Você precisa desenvolver o diálogo interno para combater os pensamentos auto sabotadores que dizem que você não é capaz, que você não tem recursos, que deixam as situações traumáticas tomarem conta de você que te comunicam que o mundo é repleto de monstros e que te deixam com este medo paralisante. Confie em você, não permita que as palavras críticas de sua mãe penetrem em sua alma. Diga a si própria o oposto do que ela diz, quando ela te critica.
      Só você pode salvar a sua vida e curar o seu medo por meio de seus pensamentos. Afaste os pensamentos que te destroem e procure pensamentos que te deem força, animo, coragem e desenvolvam a sua auto estima.
      Você terá que se esforçar para se libertar dos temores e concretizar seus projetos,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 12 de Setembro de 2015 | Responder

  18. Vou contar minha breve história, aos sete anos tiver que viver sem ter o casal de exemplo de toda família pai e mãe juntos, pois eles tinha se separados na época. Eu era criança não entendia muito… Cresci, meu pai ja falecido por conta de um câncer e minha mãe tomando remédios anti-depressivos pois mesmo separados não conseguiu superar a perda, então tive que fazer tudo sozinha contar comigo mesma, tive que desistir dos estudos comecei a trabalhar, me tornando querendo ou não mais independente, só que até então desistindo do meu sonho. Claro na minha lei sobre vida, penso em voltar aos estudos pois parei no 2 ano do ensino médio, depois quem sabe fazer uma faculdade talvez medicina. Contudo aprendi a ver minha melhor companhia, e foi até bom passar por tudo isso, não estou generalizado e nem quero, dizendo que pra vencer os obstáculos tenha que passar por algo parecido pelo qual eu passei, mas no meu caso a parte foi bom pois descobri o sentido de forma real da palavra guerreiro. Eu mesma, lutando contra meus medos e incertezas. Ser forte muitas vezes parece difícil dependendo do modo de pensar e do psicológico de pessoa para pessoa. A gente tem que aprender a se ajudar a se alto denominar um vencedor, lembrar que o que tiver de ser feito vai ser feito, mas nessa vida porque ela é única e nós temos que encontrar um sentido para que sua existência tenha valido a pena, sinta orgulho de si mesmo. E os outros? Quando irão sentir orgulho de mim? Normalmente isso vai acontecer quando vc se alto valorizar… Todo ato gera uma consequência, toda ação tem uma reação pense nisso, foque nos seus objetivos, lembre-se que vc está sozinho nessa e vencer é um ótimo passo, um degrau a mais para sua chegada…

    Gostar

    Comentar por Valeria | 1 de Novembro de 2015 | Responder

    • Olá Valeria! Obrigada pelo seu depoimento, com certeza vai ajudar muitas pessoas que se sentem sozinhas,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 2 de Novembro de 2015 | Responder

  19. Eu não consigo gostar de mim. Sou a pessoa mais horrorosa do mundo. Não tenho amigos pra sair e nem sonho em namorar pois homem pra é tudo falso que só quer sexo. O que me machuca é que eu queria nascer de novo pois já tenho 26 e minha vida sempre foi essa maldita depressão. Me sinto sozinha e ninguém me ajuda ou gosta de mim

    Gostar

    Comentar por animatica | 15 de Março de 2016 | Responder

    • Acontece que você já nasceu e é esta pessoa que têm pra hoje, então ao invés de se lamentar que você não é como gostaria de ter sido, faça o melhor que pôde com o que você é e com os recursos ué tem!
      Se tem um limão faça uma limonada, plante a semente, faça um doce com a casca e ocupe sua existência é o seu tempo com algo útil, produtivo, e que te faça feliz, se lamentar é jogar no lixo a sua energia e o seu preciosos tempo de vida!

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 22 de Março de 2016 | Responder

  20. Olá gente, eu sei que esse post ja e meio antigo mas gostaria muito de desabafar aqui. Tenho 18 anos, completarei 19 em agosto. Terminei os estudos no final de 2015, até ai tudo bem. O único problema e que eu não posso entrar numa faculdade por falta de recursos financeiros, passo a maior parte do tempo em casa, assistindo séries, filmes e vídeos no Youtube, mas mesmo assim eu me sinto vazia, e como se eu tivesse perdendo a vida a cada dia que passa. Meus amigos da escola não se comunicam comigo, minha família parece não perceber meu sofrimento, minha avó que me criou por causa da morte prematura da minha mãe, não me deixa sair pra canto nenhum e pra piorar minha situação eu tenho baixa auto-estima e timidez excessiva, não consigo puxar assunto e nem bater um papo decente com ninguém, nunca namorei, não tenho irmãos, nem vizinhos ou amigos de infância. O que eu gostaria mesmo, era ter uma pessoa que fosse minha amiga, aquela que eu poderia contar todos os meus segredos, viajar juntas, tirar fotos. Enfim, ter sempre alguem do meu lado pra quando eu estivesse sozinha conversar.

    Gostar

    Comentar por Unicórnio Colorido | 13 de Maio de 2016 | Responder

    • Que tal você se esforçar para ingressar numa faculdade gratuita? Eu sei que é difícil, mas, ao invés de assistir séries, que tal entrar num cursinho e levar muito á sério. Você se sentirá mais realizada, e feliz. Sentirá que está ocupando o seu tempo e sua vida com algo útil para você e para as pessoas que você poderá auxiliar na sua profissão. A gente só vive uma vez, e precisamos nos realizar quanto pessoa. Seguir a nossa vocação, que é aquilo que nos invoca de dentro.
      Encha-se de garra, e vá atrás do seu futuro! Esforce-se para ser feliz!
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 14 de Maio de 2016 | Responder

  21. Me sinto exatamente assim,ou um pouco pior,a história da minha vida é longa,cheia de traumas com a família,amigos ,tudo.
    Hoje eu sou sozinha ,não tenho mais os meus pais,não tenho amigos,não tenho família, vivo unicamente porque tenho a obrigação de cuidar da minha filha de 3 anos,não que eu não à ame,pelo contrario a amo muito,mais me sinto incapaz, impotente, pq não consigo ser a mesma pessoa de antes. Nunca conversei com ninguém ,é primeira vez, gostaria que alguém me ouvisse ,gostaria de contar minha história..😭😭😭

    Gostar

    Comentar por Carina Fontenelle | 13 de Julho de 2016 | Responder

    • Olá Carina, o que te faz ser tão fechada para as pessoas? Porque você não confia em ninguém? E que bom que você pode abrir o seu coração comigo. Algo na sua infância fez você não confiar nas pessoas e se isolar. Pode ser que você espera muito delas e elas não correspondem às suas expectativas, por isso você se isolou para não se frustrar mais. Que tal começar a aceitar as pessoas como elas podem ser? Que tal aceitar o pouco que elas têm pra oferecer? Se você não começar a se abrir um pouco, ficará sem nada, e isto é muito sofrido pra você. É melhor ter um pouco do que não ter nada. E mais uma coisa, que tal baixar as expectativas que você tem dos outros! Por você e pela sua filha, comece a se abrir para as pessoas, você tem sede de gente e para cuidar bem dela, você precisa oferecer a si mesma cuidados que os outros podem dar. Mesmo que seja pouco, é melhor do que nada.
      Você pode começar a frequentar algum espaço cultural, religioso, de lazer e conviver com mais pessoas.
      Abra-se para o outro, e seja feliz,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 20 de Julho de 2016 | Responder

  22. Meu problema não tem nada a ver com o post, e tenho só 15 anos :v, mas, seu problema me ajudou, em parte sdkjsd. Obrigado. E, ainda por cima, nem sou mulher-q :V

    Gostar

    Comentar por Lúcifer | 13 de Setembro de 2016 | Responder

  23. Meu problema não tem nada a ver com o post, e tenho só 15 anos :v, mas, seu problema me ajudou, em parte sdkjsd. Obrigado. E, ainda por cima, nem sou mulher-q :V

    Gostar

    Comentar por Lúcifer (@lucifer_april) | 13 de Setembro de 2016 | Responder

    • Esperança e força para superar o seu problema!
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 16 de Setembro de 2016 | Responder

  24. olá, tenho 19 anos e sou mãe de um bebe de 11 meses.
    conheci o pai dele a 3 anos atrás, ele é uma ótima pessoa.. faz tudo pra me agradar e gosta de mim de verdade.
    mas eu não sei por qual motivo eu não consigo gostar dele como eu deveria.. eu sofri muito com meu primeiro namorado, entao acho que não consigo me entregar de verdade pra alguém.
    desde o começo do nosso namoro, tento terminar com ele.. mas ele fica chorando e eu sempre volto por dó.
    quando conheci ele eu era “independente”, eu trabalhava, estudava.. saia com minhas amigas.
    depois que começamos a namorar, tudo mudou.. me sinto sozinha. não sei explicar o porque disso.
    entao, descobri que estava gravida dele, ele ficou do meu lado o tempo todo.. me apoia em tudo. me ajuda com o bebe, dá tudo que precisamos. porém ele mora em outra cidade e trabalha e estuda então só vejo ele final de semana.
    desde que descobri que eu estava gravida, não quis me casar com ele.
    deixei de trabalhar, e estudar pra cuidar do meu filho. deixei a minha vida de lado.
    então fico na casa dos meus pais.. meus pais me apoiam com o bebe.
    eu sinto falta de alguém da minha idade pra conversar, pra sair.
    me sinto sozinha o tempo todo, me sinto uma pessoa inutil e sem ninguém.
    meus pais não me dão liberdade pra sair com amigas.
    minha mãe acha que depois que virei mãe, eu não tenho mais direito de me divertir. segundo ela a minha vida é ficar em casa cuidando do meu bebe porque ele nao pediu pra nascer.
    eu nunca deixaria o meu filho de lado pra sair, eu cuido dele e cuido muito bem por sinal.
    mas acontece que eu estou cansada, cansada de ficar sozinha o tempo todo.
    cansada da mesma vida.
    por favor me ajuda a tirar essa tristeza do meu coração.

    Gostar

    Comentar por camila | 10 de Outubro de 2016 | Responder

    • Você precisa da ajuda de seus pais pra viver a sua juventude!
      Você esta sofrendo e pagando um ônus muito alto pra ser mãe. Peça para sua mãe ser um pouco mais mãe pra você,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 4 de Novembro de 2016 | Responder

  25. Essa leitura me fez muito bem. Hoje to me sentindo mais triste e solitaria do que o normal. Minha mãe pra variar, foi pra casa do namorado e me deixou sozinha com minha irma de 5 anos. Sei que ja tenho 25, mas a presença de uma mãe é sempre bom. O rapaz que eu tava ficando faz 3 meses que nao me procura. Mas enfim, me senti mais aliviada lendo isso. Obrigada amiga.

    Gostar

    Comentar por Amiga | 17 de Novembro de 2016 | Responder

    • Sou sua amiga sim, já que as palavras que escrevi te acolheram e te confortaram.
      Um forte abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 26 de Novembro de 2016 | Responder

  26. CARÍSSIMA DOUTORA. A SENHORA PRATICAMENTE ACABOU DE RELATAR A HISTÓRIA DA MINHA VIDA E COMPLEMENTANDO A PARTE DA AMIGA QUE TRAI A MINHA EIS MELHOR AMIGA PRATICAMENTE SE TORNOU A MINHA PIOR INIMIGA PESSOAL EM ALTA POTÊNCIA E ONTEM PRATICAMENTE BUSCOU ME DESTRUIR ME DEIXANDO EM PRANTOS EM UM ESTADO DE NERVOS A FLOR DA PELE SEM DÓ E PIEDADE APESAR DEU TER ME DEDICADO 11 ANOS DA MINHA VIDA PARA AJUDÁ-LA SEMPRE. SOBRE O RAPAZ, INFELIZMENTE FOI O QUE ACONTECEU COMIGO E EU ME SENTI PRATICAMENTE UM LIXO, MAS ENFIM COMO ESTÁ ESCRITO NA MÚSICA DE ZÉ RAMALHO: ” TOCO A VIDA PRA FRENTE FINGINDO NÃO SOFRER, MAS UM PEITO DORMENTE ESPERA UM BEM QUERER.
    E SOBRE MINHA MÃE É A PARTE MAIS COMPLEXA, ASSIM COMO ELA TBM JÁ PENSEI EM DESISTIR DA MINHA VIDA PRA SAIR DESSA AGÔNIA EXISTENTE EM MINHA ALMA A DIFERENÇA É QUE ELA EXECULTOU ISSO JÁ EU NUNCA TIVE CORAGEM, MAS HÁ MOMENTOS EM MINHA VIDA EM QUE EU NÃO SUPORTO A SOLIDÃO HÁ MOMENTOS EM QUE AS DORES NA ALMA SE TORNAM MAIS FORTES QDO AS PESSOAS ME PISAM E QUDO EU ME DEFENDO SOU CONSIDERADA ERRADA E DEFENDE OS SEUS E EU SEM NINGUÉM PARA ME DEFENDER, ME DEFENDO MESMO ASSIM E SOU CONSIDERADA A RUIM E RECEBO TODO DESPREZO E REJEIÇÃO E É NESSES MOMENTOS QUE ME VEM O DESEJO DE DESISTIR DA VIDA.

    Gostar

    Comentar por leticia leandro ferreira | 31 de Janeiro de 2017 | Responder

    • Nunca desista da vida porque ela é muito maior que o reconhecimento por parte dos outros. Neste mundo existem milhões de pessoas para você conhecer, lugares lindos, vida cultural, muita coisa para aprender, e você precisa se libertar desta necessidade imensa de reconhecimento. Ninguém está nem aí para dar reconhecimento ao outro, as pessoas querem receber atenção e reconhecimento. Chega de pedir reconhecimento do outro porque isto é mendigar e te faz sofrer demais. Coloque sua energia em coisas úteis, produtivas e na sua alegria e felicidade,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 6 de Fevereiro de 2017 | Responder

  27. Nossa , parece muito comigo. , Vc tirou as palavras da minha boca , tenho um monte de gente mas eu me sinto sozinha sem ninguém é muito ruim isso 😦

    Gostar

    Comentar por Sabrina | 3 de Fevereiro de 2017 | Responder

    • Procure se abrir mais para receber o outro dentro de seus sentimentos, isto aplaca a solidão,
      Um abraço,
      Léa

      Gostar

      Comentar por leamichaan | 6 de Fevereiro de 2017 | Responder


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: